Homem é condenado em Cascavel por atentar contra a vida de um policial rodoviário federal (30/08/2022)

 

O Tribunal do Júri condenou a 9 anos e sete meses de prisão um homem pelos crimes de lesão corporal grave contra policial rodoviário federal, de desobediência e de direção perigosa. O Conselho de Sentença, formado por uma mulher e seis homens, se reuniu na segunda-feira (29 de agosto), após cinco horas do início da sessão de julgamento. A audiência foi presidida pelo juízo da 4ª Vara Federal de Cascavel. 

O julgamento começou às 13 horas com o sorteio dos jurados. Na sequência, foram ouvidas as testemunhas de defesa e acusação e o interrogatório do réu, bem como o debate entre defesa e acusação. 

Às 18h20, o Conselho de Sentença passou a votar os quesitos propostos. O magistrado contabilizou as respostas e anunciou o resultado da votação que desclassificou o crime de tentativa de homicídio, mas condenou pelos crimes de lesão corporal e desobediência para assegurar a impunidade por conduzir veículo automotor sem a devida habilitação e/ou permissão. A sessão de julgamento terminou após as 20 horas. 

O caso

De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), o acusado atentou contra a vida de um Policial Rodoviário Federal durante uma fiscalização de rotina na BR-467, próximo da cidade de Cascavel. O agente público deu a ordem de parada para o motorista, sendo que o condutor ignorou o sinal, atropelou o policial e fugiu com o veículo em alta velocidade. O caso ocorreu em julho de 2018. O policial foi atingido no acostamento e sofreu fraturas expostas no braço e perna. O motorista negou que tenha causado o atropelamento de propósito. 

()

Generated by Feedzy