Desembargador Marcelo Freire Gonçalves toma posse como corregedor regional na 2ª Região

 

Na tarde desta segunda-feira (23/5), o desembargador Marcelo Freire Gonçalves tomou posse no cargo de corregedor regional do TRT da 2ª Região. A solenidade foi realizada no gabinete da Presidência instalado no 15º andar do Ed. Millenium, na Barra Funda, em São Paulo. O magistrado ocupa vaga deixada pelo agora ministro do Tribunal Superior do Trabalho Sergio Pinto Martins.

A cerimônia contou com a presença do presidente do TRT-2, desembargador Luiz Antonio M. Vidigal; do vice-presidente judicial, desembargador Valdir Florindo; do presidente da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 2ª Região (Amatra-2), juiz Bruno José Perusso; além de magistrados, servidores, amigos e familiares que compareceram para prestigiar o novo corregedor regional (veja aqui o álbum de fotos do evento e aqui o vídeo da solenidade).

Na imagem, o pres. da Amatra-2; o vice-presidente judicial do TRT-2;
o presidente do Tribunal; e o corregedor regional empossado

A Corregedoria Regional tem entre suas competências fiscalizar, disciplinar e exercer vigilância sobre os serviços judiciários no 1º grau. Também realiza correição ordinária em cada uma das varas do trabalho e nas unidades de serviço de 1ª instância para apurar o cumprimento de prazos, obediência a procedimentos, assiduidade e diligência dos juízes.

O desembargador Marcelo Freire Gonçalves foi nomeado juiz togado do TRT-2 em vaga destinada ao Ministério Público do Trabalho em 1998. Desde então, atuou na 3ª Turma e na antiga SDCI (Seção de Dissídios Coletivos e Individuais). Passou a desembargador na 12ª Turma e na Seção de Dissídios Individuais 8, além de lecionar como professor universitário desde 1991.

Posse de novo desembargador

Também nesta segunda-feira (23/5), no início da tarde e no mesmo gabinete da Presidência, o juiz do trabalho Luís Augusto Federighi tomou posse como desembargador do TRT-2. Ele foi promovido por antiguidade para ocupar a vaga do desembargador aposentado Carlos Roberto Husek na cadeira 2 da 13ª Turma. Torna-se titular, ainda, da cadeira 79 do Tribunal Pleno e da cadeira 10 da Seção de Dissídios Individuais 6 do órgão. Na solenidade, recebeu a Comenda da Ordem do Mérito Judiciário no grau Grã-Cruz.

 

Generated by Feedzy