Parte dos metroviários cancela greve; engenheiros seguem negociando com o Metrô

A Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) e o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários entraram em acordo nessa terça (24/5), evitando a greve dos trabalhadores representados. O Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo ainda mantém o estado de greve e segue negociando com a empresa.

O pacto foi mediado pelo desembargador vice-presidente judicial do TRT-2, Valdir Florindo, em audiência que fez parte de um Procedimento de Mediação Pré-Processual (PMPP). A negociação envolveu pontos sensíveis da campanha salarial da data-base de 2022, principalmente no que diz respeito à concessão de steps (progressões e promoções salariais, previstas no plano de carreira da companhia), bem como reajuste.

O PMPP foi iniciado em 17/5, em um procedimento de mediação conhecido como caucus, no qual representantes dos sindicatos e da empresa puderam ser ouvidos separadamente, podendo se expressar com maior liberdade e em ambientes sigilosos. Com isso, o mediador pôde aprofundar seus conhecimentos sobre o conflito e trabalhar melhor as questões na audiência. Na ocasião, as partes aprovaram uma cláusula de paz.

Na segunda audiência, do dia 24/5, as negociações levaram ao acordo. A empresa ofereceu um reajuste salarial menor que o pedido, mas propôs um step a mais no plano de carreira do que estava propondo antes.

Generated by Feedzy